Marcha B. O. Train: Linha do Tua (Brunheda <-> Cachão)

3 de abril de 2011

Lista de Reprodução dos Vídeos da Aventura: AQUI
Galeria de Fotografias da Aventura: AQUI

Versão B. O. Train: Versão IV

Esta Marcha do nosso B.O.Train foi realizada na Linha do Tua. Na última Marcha efetuada nesta linha, realizamos o troço Brunheda - Tua. Agora é a vez do troço Brunheda - Cachão, que é o ponto máximo até onde o B.O.Train pode ir. A partir desta Estação já existe circulação ferroviária, realizada por LRV's, automotoras do Metro Ligeiro de Mirandela (MLM). No troço Cachão - Mirandela, a Linha é explorada pela CP e no troço Mirandela - Carvalhais, é explorada pelo MLM. Acontece que no primeiro, os comboios são, devido a um contrato da CP com o MLM, realizados pelas automotoras e maquinistas desta última empresa.
A Linha do Tua é das linhas mais envoltas em controvérsia de que há memória. Apesar de ser das linhas mais belas do país (senão a mais bela mesmo), encontra-se encerrada no troço (Tua - Cachão) devido à construção da Barragem de Foz Tua que irá submergir bastantes quilómetros da Linha e uma paisagem extraordinária. É das maiores perdas para o País, para Trás-os-Montes que, cada vez mais, é uma região isolada.
Foi uma Marcha de cerca de 42 kms, ida e volta, desde Brunheda (km 21.19) até Cachão (km 41.87). De seguida, como ainda havia tempo, quando chegássemos a Brunheda, pretendíamos continuar Linha abaixo até Santa Luzia (e depois voltar novamente). Tal não foi possível, mais adiante explicaremos porquê.

Mostramos, agora, um mapa da Marcha para uma melhor orientação:



A nossa aventura, como é natural, iniciou-se desde nossas casas com a viagem entre as mesmas e a Estação de Brunheda, como já acontecera anteriormente. Realizamos essa mesma viagem pelo I.P.4 (Itinerário Principal), como podem verificar através das próximas imagens:




Depois, como é óbvio, foi montar o B.O.Train, processo que demora sempre entre 2 a 2 horas e meia.
Montagem B.O.Train em Brunheda

10:00, era a hora marcada para a nossa partida que afinal só se veio a concretizar às 10:56. Eis o nosso Apeadeiro de Partida:

Apeadeiro de Brunheda         km 21.189      Hora Prevista: 10:00         Hora Partida: 10:56

Logo nos primeiros quilómetros de viagem tivemos um pequeno descarrilamento devido à existência de pedras escondidas pela vegetação que atingiram um dos nossos eixos. Estes momentos podem ser vistos no próximo vídeo. Salientamos que TODA a nossa viagem foi filmada para que possam desfrutar um pouco desta Linha belíssima.



O primeiro Apeadeiro da nossa Marcha (excluindo o de partida) foi o Apeadeiro de Codeçais, no km 25.024:

Apeadeiro de Codeçais         km 25.024      Hora Prevista: 10:25         Hora Passagem: 11:20

 Que também pode ser observado no próximo vídeo, que é a continuação do anterior, logo a seguir ao descarrilamento:



Logo a seguir temos a Estação de Abreiro:


Estação de Abreiro      km 29.252         Hora Prevista: 10:55         Hora Passagem: 12:06
A nossa passagem nesta Estação pode ser visualizada no próximo vídeo, onde pode-se ver o percurso entre os km 28 e 32:



No final deste vídeo, efetuamos uma paragem extraordinária para a afinação de um parafuso dos rodados que se encontrava a realizar um barulho incómodo aquando do movimento do B.O.Train.
Um dos momentos altos do nosso dia foi quando estivemos a falar com um dos "protagonistas" do Documentário "Pare, Escute e Olhe" da realização de Jorge Pelicano: o Sr. Abílio que mora no Apeadeiro de Ribeirinha. Este momento e todo o percurso ascendente entre os quilómetros 32 e 35 pode ser visto no próximo vídeo:




Apeadeiro de Ribeirinha      km 33.895         Hora Prevista: 11:30         Hora Passagem: 12:43
O Apeadeiro seguinte foi Vilarinho, visível no próximo vídeo, onde mostramos a nossa marcha em sentido ascendente entre os quilómetros 35 e 41:


Apeadeiro de Vilarinho      km 37.778         Hora Prevista: 12:00         Hora Passagem: 13:01


Estação de Cachão        km 41.866      Hora Prevista Chegada: 12:30   Hora Chegada: 13:15


E assim chegamos ao final da marcha ascendente. Não levamos o B.O.Train até à Plataforma da Estação de Cachão uma vez que existe (e felizmente!!) movimento ferroviário na mesma. Para segurança total não podíamos mesmo interferir com o Limite de Manobras da mesma! Segurança acima de tudo!
Assim sendo, tivemos mesmo de nos deslocar a pé até à Estação, para podermos documentá-la. No próximo vídeo, a Estação, o caminho de volta até ao B.O.Train e, depois da marcha devidamente invertida (o que é sempre uma tarefa que ocupa cerca de 10/15 minutos), temos a viagem de regresso a Brunheda até ao nosso local de almoço. E que lugar espetacular, este...




Após o almoço, voltamos "à Linha". O nosso objetivo era, como referimos nos primeiros parágrafos deste texto, chegar a Brunheda a tempo de continuar até Santa Luzia. Por isso foi "sempre as andar"!



A caminho de Brunheda, entre Codeçais e Brunheda, encontramos um grande Grupo de caminhantes com o nome de "Os Domingueiros". Estavam mesmo a chegar ao destino que era Brunheda, tal como o nosso! Podem ver o site deste grupo (que faz caminhadas com bastante frequência) em http:\\domingueiros.no.sapo.pt . Podem ver alguns dos seus elementos no próximo vídeo que mostra a nossa viagem desde Abreiro até um pouco antes de Brunheda:



A partir daqui, fomos encontrando os restantes elementos d'"Os Domingueiros", à medida que íamos chegando a Brunheda (e bastantes tinham já terminado a caminhada!)...



Depois foi seguir, não até onde queríamos (Estação de Santa Luzia), mas sim apenas até cerca de um quilómetro após o Apeadeiro de Brunheda (a filamegm que faltava na Marcha anterior, nesta Linha). Isto aconteceu devido à impossibilidade de passagem com o nosso B.O.Train num local onde estavam a construir um dos pilares da futura ponte do IC5. A obra danificou bastante a Linha (como podem ver pelas imagens), o que nos fez voltar atrás. Esta viagem de volta foi realizada a pé, levando o nosso comboio sem o "virar". A distância a percorrer não justificava tal esforço!



Concretizamos, então, o nosso grande objetivo: realizar o troço em falta com o nosso comboio. Relembramos que, numa caminhada, já tínhamos percorrido desde Mirandela até Codeçais, num comboio Oficial, numa LRV do Metro de Mirandela! É espantoso estarmos com o nosso B.O.Train num local onde já estivemos num comboio da CP! É uma pena mesmo, o rumo que a Linha do Tua está a tomar!!!
Agradecemos todo o apoio que o MCLT nos deu, particularmente ao Sr. Mário Carvalho: o nosso MUITO OBRIGADO!

Fiquem com um "aperitivo" das nossas fotos. Contudo, não deixem de visitar a galeria desta aventura, onde explicamos e comentamos bastantes dessas imagens e também de comentar os nossos feitos! =)

4 comentários:

Cristiano Nunes disse...

Ola caros amigos, é com tristeza que vejo esta linha ao abandono, gostaria de a percorrer de comboio, a ver vamos se o movimento pela linha do Tua consegue fazer frente aos interesses das barragens. De qualquer forma muitos parabéns pelas fantásticas imagens e vídeos. É bom saber que existe Brave Ones a lutar e a mostrar aquilo que temos de melhor e mais bonito.

Isochest disse...

Eu viajáva na linha de Tua em 1990 e era uma experiência que eu nunca esquecerei. Naquela altura havia um nível bom de trânsito incluindo comboios de carga. Eu me lembro a estação de Bragança com três linhas ocupadas com vagões alguns em processo de ser carregados.

Vasco Costa disse...

Será possível percorrer a pé desde o Cachão até ao Tua?

The brave ones disse...

Não é totalmente possível Vasco Costa. Devido à barragem, não é possível passar do km3 para o km1 da linha do Tua pela Linha. Além disso, estão a decorrer trabalhos de levantamento de via e limpeza florestal entre Brunheda e Tua, pelo que não é aconselhável fazer qualquer caminhada à semana. No último fim de semana fizemos a caminhada de despedida da linha do Tua, entre Tua e Brunheda. Algumas imagens podem ser vistas na nossa página do facebook. Brevemente colocaremos a aventura completa no site...